z
zeldathemes
Meu nome é Lass e estou aqui somente para me redimir de todo o mal que causei enquanto meu corpo estava possuído por Cazeaje. E isso é só o que você precisa saber.
Lass Isolet

lupus-wild:

arme-chan-gc:

lassisolet:

Franziu o cenho; tudo o que precisava era pegar a sua arma. Apenas isso… Mas não estava certo em chegar nesse extremo.
- Hm, o ninja é persistente. A que ponto vamos chegar aqui? - Ameaçou pegar uma das scarlets. - Eu já disse. É só fazer o que eu disse e ninguém se machuca.

Agora ignorava o caçador.

- Hmm… Então significa que posso passar um tempo sem fazer missão. - Citava uma possibilidade, revezando o olhar com a menor, mas claro, atento ao meio-irmão.

E então ele ameaçou pegar as armas. Não que estivesse com medo, mas era uma ótima possibilidade de se mandar com os óculos. - … Agora você me vê - Disse e logo em seguida deu uma curta pausa. - Agora você não me vê. - E sumiu em fumaça.

Não havia fugido, continuava ali por causa da maga. Mas que seria legal ver o desespero dele, ahhh seria.

A maga já iria reclamar “Wah, se eu vim aqui justamente te chamar pra missão! Emburrou-se.

Iria dizer algo, mas logo percebeu a brincadeira. Calou-se e passou a respirar beeeem devagar para não chamar atenção. Chaserrot segurou os guizos de seu chapéu com as mãos para que os mesmos não fizessem barulho.

Encolhida em seu canto, Arme virou-se parcialmente para olhar Lass. Há quanto tempo que eu não vejo Lass se divertindo assim? Ou melhor, eu já vi isso?. Sorriu, ainda com o rosto virado para o albino.

Ele apenas revirou os olhos. - Espero que não ligue de seu quarto estar totalmente destruído depois. Sabe, não estou enxergando muito bem, provavelmente irei destruir muitas coisas antes de achar o que quero. - Virou-se e continuou caminhando para o banheiro. Se viraria com a visão embaçada mesmo; já que não conseguiu sossego nem para tomar banho.

- Boa sorte. - Disse com ironia, mas o caçador havia arregado. Oh, que pena.

A fumaça causada por si sumiu em alguns segundos e logo a graça havia desaparecido junto. Certo, chega de brincadeiras, pensou ele. Abaixou-se e depositou o óculos no chão, posicionando o pé logo atrás dele e… Dá-lhe um chute certeiro! O objeto se arrastou até os calcanhares de Lupus. Se ele pisasse nele, bom… Aí seria problema exclusivamente dele.

elesissieghart:

Bom… Antes de mais nada, eu gostaria de pedir desculpas tanto para as moderadoras da GCT -que pedem pra evitar “assuntos pessoais”, mas infelizmente isso faz referência em partes aos turnos- quanto pra pessoa que recentemente me entendeu da forma equivocada, não é, lassisolet?

Read More

Ler mais

  #off  

Franziu o cenho; tudo o que precisava era pegar a sua arma. Apenas isso… Mas não estava certo em chegar nesse extremo.
- Hm, o ninja é persistente. A que ponto vamos chegar aqui? - Ameaçou pegar uma das scarlets. - Eu já disse. É só fazer o que eu disse e ninguém se machuca.

Agora ignorava o caçador.

- Hmm… Então significa que posso passar um tempo sem fazer missão. - Citava uma possibilidade, revezando o olhar com a menor, mas claro, atento ao meio-irmão.

E então ele ameaçou pegar as armas. Não que estivesse com medo, mas era uma ótima possibilidade de se mandar com os óculos. - … Agora você me vê - Disse e logo em seguida deu uma curta pausa. - Agora você não me vê. - E sumiu em fumaça.

Não havia fugido, continuava ali por causa da maga. Mas que seria legal ver o desespero dele, ahhh seria.

  #*corre*  

[Corredor do terceiro andar]

lupus-wild:

 

- Adulto? Pft. - E novamente perguntava de um jeito divertido. - Devia ter medo de como fala, não seria legal se eu o quebrasse. - Não era uma ameaça e não pretendia fazer aquilo, mas provocar novas reações nele seria bastante interessante.

Ouviu a menor correndo para trás de si, e achou algo irracional, porque se o esquentadinho ruivo ali começasse a atirar, seria exatamente em sua direção, apesar de estar crente que ele não arriscaria atirar com a visão tão ruim.

Suspirou aliviada ao alcançar o albino, tinha medo que Lupus percebesse-a antes e a usasse como refém para ter seus óculos de volta. Por sorte isso não aconteceu.

Arme então ficou parcialmente escondida atrás do poste ninja, inclinada o suficiente para que ela e seu mascote ainda pudessem ver Lupus sendo zoado. Chaserrot ainda acenou para a fenix antes de fazer caretas na direção do caçador.

Quebre-o e eu quebro o que restou de sua dignidade, se é que ela ainda existe. - Falou em um tom mais sério, já farto daquela situação. Tudo o que queria era tomar seu banho e ir para a cama, pensou. Não hesitaria em pegar sua arma se fosse necessário, mesmo sendo um completo desperdício de balas.

- Você nem enxerga e ainda fala de minha dignidade? Ora… - Voltou a franzir o cenho, também endireitando a postura. Sid viu Chaserrot um pouco abaixo e curvou-se para baixo, após se virar no ombro do albino.

- Então… - Lass usou as mãos que estavam para trás para cutucar a menor um pouco mais atrás. - Talvez possam nos dar algo em troca, em Serdin, por esses óculos.

[Corredor do terceiro andar]

lupus-wild:

arme-chan-gc:

O caçador apenas manteve-se como estava, agora cruzando os braços e olhando impacientemente para o borrão albino. - Brincadeira de criança… - Soltou uma curta risada, misturando o sadismo ao desprezo. - Quando é que o ninja vai parar de querer chamar tanta atenção? Você não vai me irritar. Apenas passe esse óculos para cá antes que leve um tiro. - Sua expressão tornou-se mais sombria e um clima pesado cobriu o local. Odiava o fato de ter que usar aquele óculos, e odiava ainda mais ser feito de bobo por ele.

Vendo a bagunça de Chaserrot, sentiu-se ainda mais incentivado a continuar. Mas via que, embora Lupus estivesse rindo, ele não estava com o olhar perfeitamente centrado em si. Soltou uma risada anasalada e continuou. - Oe, que pelo menos olhe diretamente pra mim. - E moveu-se para o lado, sempre mantendo-se atento à um movimento repentino da parte dele.

Ele parecia nem ter notado que havia estendido os óculos perto dele; a ideia de que aquela coisa marrenta estava como uma toupeira, era realmente divertida. - Chamar a atenção? Diz a toupeira que estava usando o fundo de garrafas como óculos. - Recuou mais alguns passos, levando ambas as mãos às costas.

Nossa, o Lupus está realmente cego! Talvez seja uma chance…!

Aproveitando-se da distração - e miopia - de Lupus, Arme resolveu sair dali. Correu em direção a escada para ficar perto do ninja afinal, se eles brigassem pra valer, ela não iria querer ficar desprotegida.

Embora Lupus não pudesse vê-la, certamente ouviria os guizos do pierrô ao passarem ao seu lado.

Não estou usando isso porque quero. - Resmungou, sem paciência. - Por quanto tempo mais a criancinha pretende achar que está fazendo o adulto de bobo? - Revirou os olhos, apenas esperando aquela situação acabar. Sabia que o ninja não faria mais nada além daquilo; tentou focalizar a visão no borrão albino, sem muito sucesso. Aquele problema era realmente irritante.

- Adulto? Pft. - E novamente perguntava de um jeito divertido. - Devia ter medo de como fala, não seria legal se eu o quebrasse. - Não era uma ameaça e não pretendia fazer aquilo, mas provocar novas reações nele seria bastante interessante.

Ouviu a menor correndo para trás de si, e achou algo irracional, porque se o esquentadinho ruivo ali começasse a atirar, seria exatamente em sua direção, apesar de estar crente que ele não arriscaria atirar com a visão tão ruim.

[Corredor do terceiro andar]

lupus-wild:

arme-chan-gc:

Tch. - Resmungou ao notar o óculos sendo retirado de seu rosto, tentando agarrá-los, mas sem sucesso. Não mostrando-se com paciência alguma, virou-se para trás.

Vá incomodar algum infeliz, e não eu. E devolva esses óculos. - Disse normalmente, esperando não ter que encher a cara do ninja de tiros pra isso.

Se ele não havia virado já atacando, então significava que ele realmente precisava dos óculos. E então, não pôde evitar que um sorriso ainda mais zombeteiro tomasse seus lábios, com o cenho franzido. - Felizmente, você é o infeliz. - E embora houvesse dito a frase com o tom de sempre, ele estava se divertindo.

Colocou os óculos em frente ao rosto, segurando-o por uma haste e ficou até vesgo enquanto encarava o objeto com desdém. E aquilo estava sendo uma ótima distração para si. - … Isso é tão cafona que…  - Passou a careta e se virou brevemente para Arme, a fim de fazer graça. - Não acha? Pft. - E se virou para o caçador novamente, balançando o objeto perto dele. Queria ver o quanto ele estava cegueta.

A maga não evitou de rir baixinho, não era todo dia que alguém tão prepotente quando Lupus era feito de bobo na sua frente. Chaserrot ria fazendo barulho e se agitando como se incentivasse Lass à zoar o caçador ainda mais.

O caçador apenas manteve-se como estava, agora cruzando os braços e olhando impacientemente para o borrão albino. - Brincadeira de criança… - Soltou uma curta risada, misturando o sadismo ao desprezo. - Quando é que o ninja vai parar de querer chamar tanta atenção? Você não vai me irritar. Apenas passe esse óculos para cá antes que leve um tiro. - Sua expressão tornou-se mais sombria e um clima pesado cobriu o local. Odiava o fato de ter que usar aquele óculos, e odiava ainda mais ser feito de bobo por ele.

Vendo a bagunça de Chaserrot, sentiu-se ainda mais incentivado a continuar. Mas via que, embora Lupus estivesse rindo, ele não estava com o olhar perfeitamente centrado em si. Soltou uma risada anasalada e continuou. - Oe, que pelo menos olhe diretamente pra mim. - E moveu-se para o lado, sempre mantendo-se atento à um movimento repentino da parte dele.

Ele parecia nem ter notado que havia estendido os óculos perto dele; a ideia de que aquela coisa marrenta estava como uma toupeira, era realmente divertida. - Chamar a atenção? Diz a toupeira que estava usando o fundo de garrafas como óculos. - Recuou mais alguns passos, levando ambas as mãos às costas.

[Corredor do terceiro andar]

lupus-wild:

 

Arme bufou; era outra porta de quarto vazio. Teria que cruzar o caminho do caçador de um jeito ou de outro. Ela se abaixou para pegar Chaserrot - que ainda encarava Lupus feio - e se levantou depressa.

Virou então para o início do corredor, a escadaria. Teria cumprimentado Lupus se sua atenção não tivesse sido tomada pelo ninja que surgira subitamente às costas do ruivo, tomando seus óculos nas mãos.

A maga não deu nenhum outro passo, parou onde estava e tapou a boca com uma das mãos, num gesto de surpresa. Chaserrot ria, não era sempre que Lass fazia algo “engraçado”.

Tch. - Resmungou ao notar o óculos sendo retirado de seu rosto, tentando agarrá-los, mas sem sucesso. Não mostrando-se com paciência alguma, virou-se para trás.

Vá incomodar algum infeliz, e não eu. E devolva esses óculos. - Disse normalmente, esperando não ter que encher a cara do ninja de tiros pra isso.

Se ele não havia virado já atacando, então significava que ele realmente precisava dos óculos. E então, não pôde evitar que um sorriso ainda mais zombeteiro tomasse seus lábios, com o cenho franzido. - Felizmente, você é o infeliz. - E embora houvesse dito a frase com o tom de sempre, ele estava se divertindo.

Colocou os óculos em frente ao rosto, segurando-o por uma haste e ficou até vesgo enquanto encarava o objeto com desdém. E aquilo estava sendo uma ótima distração para si. - … Isso é tão cafona que…  - Passou a careta e se virou brevemente para Arme, a fim de fazer graça. - Não acha? Pft. - E se virou para o caçador novamente, balançando o objeto perto dele. Queria ver o quanto ele estava cegueta.

[Corredor do terceiro andar]

lupus-wild:

arme-chan-gc:

lupus-wild:

arme-chan-gc:

Arme, preocupada com o amigo elfo, resolveu ir vê-lo antes de partir em missão. Levava Chaserrot junto pois sabia o quanto o pierrô gostava do garoto.

Depois de toda a escadaria, cruzou o corredor, parando diante do penúltimo quarto à direita. - Ryan, você está aí? - chamou logo após algumas batidas na porta.

O caçador caminhava pelo corredor a procura de um banheiro quando viu a maguinha chamando o cachorro em forma humana pela porta de seu quarto. Provavelmente os dos pirralhinhos iam brincar de boneca, pensou.

Sem muito interesse, continuou andando.

((NÃO EXISTE UM BOM MOTIVO PRO LUPUS ESTAR NESSE ANDAR, KRL, SÓ TEM QUARTOS DE GENTE QUE ELE ODEIA AQUI ASDFGHJ =A=))

- Será que ele está dormindo? - pensou alto.

Chaserrot olhava ansiosamente para a porta esperando que fosse aberta. Em algum momento, o olhar do pierrô alcançou o fim do corredor, a escadaria, encontrando também o caçador.

Imediatamente olhou-o com desconfiança e abraçou as pernas da maga como se quisesse protegê-la, só assim alertando Arme do “perigo” iminente.

- Ugh… - Não tem nem como eu sair daqui agora sem passar por ele… Como Ryan não respondia, precisava dar um jeito de disfarçar um motivo para ainda estar ali. Foi bater na porta do lado. - L-Lass, você está em casa?

A verdade era que nunca gostara dos banheiros do andar de seu próprio quarto; achava os do terceiro melhores. 

Ao notar que o pierrô da maga o olhara de maneira estranha, este retribuiu o olhar avermelhado, olhando-o e logo depois olhando a sua dona. Perguntou-se o porquê do estranhamento, mesmo já sabendo a resposta. Mas não disse nada.

Apenas olhou-os com seu mesmo semblante sério por alguns segundos antes de voltar a focar-se no caminho.

Após deixar a enfermaria, seguiu ao seu quarto - no terceiro andar - com penumbra, fazendo questão de manter a presença oculta para que não fosse incomodado. No entanto, não negaria se Arme aparecesse no meio do caminho e o distraísse. Sentimentos de merda, pensava no meio do caminho.

No entanto, ao virar a escadaria do segundo andar, viu o caçador subindo os degraus do terceiro andar. O que aquela praga ia fazer ali? E ainda usava óculos. Era tão cafona que acabou fazendo careta, segurando o riso, e o seguiu. Foi bem cauteloso ao subir os degraus, e Sid apenas observava a zoeira alheia.

Viu que ele havia passado reto em seu quarto, então o resto não importava. Que ele se exploda, deu de ombros. Ainda parado no ultimo degrau superior, Lass viu a baixinha ali também, citando seu nome. Dar atenção à Arme ou perturbar o inútil? Questão complicada. Mas optou por…

Colocou a fênix no ombro e ela se agarrou ali com as patas. O ninja então avançou no corredor numa espécie de passos flutuantes. Tinha repulsa do caçador, mas se ele estava usando óculos era porque realmente precisava. Aproximou-se dele sem nenhum problema e já que era mais alto, fora questão apenas de esticar os braços por trás e então tomar os óculos pelas hastes. Recuou depressa depois, com a penumbra neutralizada e com os óculos em mãos. Sorria satisfeito junto de uma risada baixa. Aaah… Há quanto tempo não se deliciava com uma nova adrenalina? Heh.

  #The hue never ends  

arme-chan-gc:

LUPUS, SEU INFELIZ, SEU QUARTO FICA NO SEGUNDO ANDAR, TEM BANHEIRO LÁ TAMBÉM. MAS POR QUE DIABOS VOCÊ VEIO LOGO NO TERCEIRO?

Porque ele é um filho da puta *corre* /ooc

  #off  

[Enfermaria]

ronan-erudon-canaban:

elesissieghart:

-E-e-e-Elesis? -Gaguejou, parecendo mais cacarejar. Sua voz falhou um pouco e ele ficou imóvel. Sua respiração travou e suas faces foram cobertas por um rubor inigualável. Poderia até ter feito algo, como levantar e ajuda-la… Mas estava incapacitado naquele momento. Pouco se importava com os nós em seus cabelos e as formigas que se espalhavam, até por que, nada poderia fazer.

Direcionou o olhar para o azulado estático ali… No chão… Com formigas… Nós no cabelo… - … Não, é o Sieghart de peruca ruiva. - Sorriu de canto, procurando levantar-se daquele chão cheio de formigas. O tamanduá não estava gostando muito da ideia de ser segurado pelo rabo, mas a ruiva pouco se importava com o fato.

Ronan está mais leso e abobado que antes, será que aconteceu alguma coisa por aqui?

- … Aconteceu alguma coisa? - Arqueou uma das sobrancelhas, estranhando o comportamento do menor; inclusive encostou a própria testa com a dele, procurando descobrir alguma alteração da temperatura do corpo. 

Aquela maneira de ela verificar sua temperatura o deixava realmente desconcertado. Não seria mais fácil fazer isso com as costas da mão? Ou usar as costas da mão no pescoço dele? Não sabia por que, mas isso era costume dela. Um pouco mais sem reação do que gostaria de estar e até um pouco corado, tentou falar algo.

-N-n-ada… -Engoliu seco -V-você voltou?!?

A resposta era óbvia, ams naquela situação, não conseguia pensar muito bem.

Mesmo sem fazer questão de se esconder, era praticamente invisível ali. Olhava a bagunça inexpressivo; e novamente não sabia se sentia ciúmes ou se era inveja.

Não pretendia se meter na conversa, mas estava realmente incômodo. Tão incômodo que não conseguiu se conter. - Que pergunta mais inútil. - Girou os olhos ao término da frase enquanto bufava. Não centrava mais o olhar no arcano, somente na ruiva, por alguma razão desconhecida. Consigo as coisas eram tão diferentes e o deixava bravo pensar em tais diferenças. 

A fim de evitar mais frustrações, Lass desapareceu em fumaça junto de Sid, sem deixar rastros.

  #Saindo do turno porque o ciúmes do Lass me deprime    #sorry